segunda-feira, 3 de julho de 2017

Pela Janela

rosangela de noronha ( ronoronha55@gmail.com)

cidade: sorocaba
estado: SP
idade: De 61 a 70 anos

Pela Janela

Foi pela janela que eu disse um adeus doído...
Foi na janela que meu filho chorou...
Acenando a sua mãozinha a um " até breve" papai querido...
Foi nesta janela de paisagem linda ! bela
Coqueiros e margaridas 
Deixou para mim de ser tão bela e florida ...
Foi pela janela seguindo teus passos 
No desaparecimento
Que revivi nosso amor em poucos momentos
Foi nesta janela que apertando nos braços 
Meu filho pequenino
Decidi buscar um novo caminho
Foi na janela enxugando nossas lágrimas 
No abandono deixamos nossas mágoas...
E hoje meu pequenino homem crescido
Fechou a janela e não mais tem se iludido.
Foi nesta janela na primavera 
Ouvimos um som " entrar por ela... dizendo...
Perdoe-me filho querido!...

Meu poeta viajante

rosangela de noronha (ronoronha55@gmail.com)

cidade: sorocaba
estado: SP
idade: De 61 a 70 anos


Meu poeta viajante

Viajante da mente 
Circula por tudo
Rico envolvente
Buscando no mundo 
Avida poetiza r
Viaja sem sair do lugar 
Seja vivo ou imaginário
Natureza ou calendário
Faz de um terço um rosário
Com céu e estrelas 
Com rios e mares
Contorna em rimas 
Em grifes suaves 
Viaja reluzente
Cria fantasia sente...
Meu poeta viajante 
Viaje em minha mente...

Cavalguei

rosangela de noronha ( ronoronha55@gmail.com)

cidade: sorocaba
estado: SP
idade: De 61 a 70 anos

Cavalguei

Cavalguei ...e o manto escuro da noite ... me fez sentir como um rei!... Busquei no horizonte perdido o tesouro por mim escolhido... cav alguei...Não deixei a fome , a sede, o desespero dispensar o meu propósito mais verdadeiro...Olhei com os olhos do coração a minha história ...Cavalguei ...Me apertou a coragem ao ponto da minha vitória ... cavalguei...Avistei um castelo no topo da montanha ...Como sempre imaginei estava lá!...Cheguei! ... E o sol nunca vera esta manhã!... Só eu sei para que tanto cavalguei!... essa luz do sol não sera capaz de mostrar aos olhos o valor da paz! que por ela tanto procurei , e porque tanto cavalguei !... 

O que o educador pode dizer?

Ivone Boechat ( i.boechat@terra.com.br)

cidade: Niterói RJ




O que o educador pode dizer?


O que dizer a uma criança, a um jovem, ao idoso, a alguém, que assiste perplexo pelos meios de comunicação, a tanta destruição, vandalismo, quebra-quebra, planejado por radicais livres, leves e soltos, mascarados profissionais, muito bem pagos, a pretexto de indignação, por este ou aquele motivo político?

O que dizer dos maus elementos travestidos de "políticos" que não têm o menor compromisso com o povo, porque já provaram que, na mínima oportunidade, surrupiam os cofres públicos e nem se importam com a fome e o abandono de milhares de pessoas, seus eternos e fiéis eleitores, coitados!

O que dizer a "jornalistas" que generalizam, confundem, induzem multidões ao erro, quando se precipitam com "notícias" equivocadas que esmagam esperanças. Ou então selecionam as piores desgraças para contar a todos, sem se importar com idade, saúde, com a desculpa de vê quem quer. A ética passa longe! Esses têm prazer de profetizar o pior, como se no Brasil não acontecesse nada de bom.

O que dizer aos "educadores" ideológicos que consomem o tempo dos estudantes, traem as famílias, ao invés de ensinar os valores fundamentais para a construção do cidadão? Sala de aula não é diretório, nem palanque é uma grandiosa oportunidade para a educação. Se "doutrinadores" gastam o tempo discipulando para desfraldar uma bandeira que não seja a brasileira, deveriam exercer a profissão custeada por aqueles que lhe encomendaram a tarefa de desmoronar a democracia, o país, as instituições. A verba destinada à educação tem que ser investida na educação!

O bebê chega de fraldas à escola. Ele quer espaço para brincar, cantar, ser feliz. Ele nem sabe o que é aprender, porque ensina muito mais do que aprende. Mas cresce, passa a entender o mundo ao redor! Que tristeza! O menino vai crescendo e se traumatizando com tanta violência pra todo lado! Muito cedo vem a decepção com as chamadas "autoridades", devido ao comportamento ridículo que essas crianças vêm, registram pelos meios de comunicação.


É tempo de colocar a pátria, tão mal amada, no centro das priorid ades! A sociedade está carente de assistência! Todos sabem que é a educação que traça o rumo. Exemplo ruim está sendo praticado a olhos vistos, até por aqueles que se proclamam educadores, quando invertem os objetivos educacionais e pervertem politicamente com mentiras. Mentiras, fábulas, delírios têm no jovem um terreno fértil. Os profissionais do mal sabem disto. Por causa dos "meios que justificam os fins" insistem e conduzem as vítimas a um velho curral eleitoral, mesmo tendo plena consciência do mal que fazem ao Brasil.

O Brasil é lindo! É uma potência! É rico! Tem quase tudo para dar certo, mas quem sabe, tropeça em você: saia da frente se você não é educador, se não é um político honesto, se não é o governante que prometeu ser. Devolva ao povo brasileiro o que ele sempre teve: esperança.

Ivone Boechat

FAMÍLIA

FAMÍLIA (amelia.leal@aasp.org.br)

cidade: São Paulo
estado: SP
idade: De 71 a 80 anos

FAMÍLIA

Família esteio, sociedade
Com tradição e variedade
Por toda a humanidade
O homem é comunidade!

Desde Família tradicional
Até a não convencion al
O ser humano se agrupa
Pela sobrevivência, luta!

É a necessidade de viver
É a base para conviver
É pai, mãe, filho, irmão...
É o agregado de coração!

São raízes sustentando
A grande árvore da vida
São seres multiplicando
A base neles produzida!

Família seja fortalecida
Para suportar tempestade
Família seja protegida
Para viver com felicidade!

(Maria Amélia Leal)
Em 25.05.2017 -
Dia internacional da
Família.

Estou Voltando Pra Minha Terra

ANTONIO CARLOS RAMOS ( a.carlos.ramos2011@bol.com.br)

cidade: Jacarezinho
estado: PR
idade: De 61 a 70 anos
sexo: masculino

 Estou Voltando Pra Minha Terra

Estou voltando pra minha terra
De longe, já vejo as serras.
No meio tem um ribeirão 
Que eu pescava lambari
Lá tem uma mata verde enfeitada
Onde os passarinhos cantavam
Ela ainda existe e ainda esta ali
Neste recanto morava a felicidade
Um dia parti, e fui morar na cidade.
Senti saudade e estou de volta aqui

Na entrada vejo a porteira caída
A velha estrada esta esquecida
Por ali já não passa mais ninguém
Na varanda vejo o meu pai sozinho
Um cachorro vem me encontrar no caminho
Ele esta triste, porque sente a falta de alguém.

Minha mãezinha havia partido para o além
Em nossa volta não encontrei mais ninguém
Todos, como eu foram embora.
A procura de um lugar pra ser feliz
Um dia, foi também o que eu fiz.
Faz muito tempo, só estou voltando agora.

a.carlos.ramos2011@bol.com.br

A PORTA VAI SE FECHAR

ANTONIO CARLOS RAMOS ( a.carlos.ramos2011@bol.com.br)

cidade: Jacarezinho
estado: PR
idade: De 61 a 70 anos
sexo: masculino

 A PORTA VAI SE FECHAR

Um dia você vai ver
A água da fonte da vida esgotada
A porta que leva ao céu ser fechada
Você poderá ficar do lado de fora
O Senhor que sonhou a todos salvar
A qualquer momento ele ira voltar
Vai fechar a porta e vai embora

A porta vai se fechar
A porta vai se fechar
O senhor não vai mais esperar
Porque chegou o tempo do fim
Jesus esta dizendo vinde a mim
Que Deus nos espera na gloria
Junto iremos subir
Com ele cantar o hino da vitória

Você não poderá mais buscar o Senhor
Porque ele não vai estar mais aqui
Não acreditou que as profecias iam cumprir
Felizes os que no senhor confiou
Eles venceram a batalha da vida
Deixou o deserto rumo ao paraíso
Encontraram uma paz que não conhecia

A porta vai se fechar
A porta vai se fechar
O senhor não vai mais esperar
Porque chegou o tempo do fim
Jesus esta dizendo vinde a mim
Que Deus nos espera na gloria
Junto iremos subir
Com ele cantar o hino da vitória

Hoje chegou o tão esperado dia
Você esqueceu que o senhor viria 
Pelo mundo estava a vagar
Somente hoje você voltou
A porta fechada você encontrou
Chegou tarde demais e não pode entrar.

Antônio Carlos Ramos

Email a.carlos.ramos2011@bol.com.br

segunda-feira, 22 de maio de 2017

Mãezinha

Antonio Carlos Ramos (a.carlos.ramos2011@bol.com.br)

cidade: Jacarezinho
estado: PR
idade: De 61 a 70 anos


Mãezinha eu sei que em breve ira partir
Sei que vai rumo à eternidade
Em nossos corações vai deixar
Uma eterna saudade
Mãezi nha eu sei que precisas ir
Chegou o dia e o Senhor ti chamou
Porque uma vida inteira 
O nome dele sempre falou
Mãezinha a vida vai ser difícil sem você
Nesse mundo nunca vamos te esquecer
Aqui foi uma eterna guerreira
Por nós lutou, venceu e ganhou o troféu.
A sua missão aqui já terminou
Mãezinha antes que vá embora
Um pedido eu te faço agora
Para levar contigo ate o céu

(Repetir)
Mãezinha quando chegar lá na eternidade
Vai sentir só alegria em seu coração
E quando atravessar o portão
Sei que vai encontrar somente luz
Vai ver nossa Senhora e o Senhor Jesus
A sua frente terá sua presença
E ele vai passear contigo no céu
E vai te apresentar ao meu Deus
Entregue a eles minha lembrança.


Jacarezinho, 12 de Julho de 2016
tonyramos

Mães e avós

Ivone Boechat (.boechat@terra.com.br)

cidade: Niterói
estado: RJ

Mães e avós

Cabelos brancos,
pele cansada,
marcas da jornada;
passos lentos,
voz embargada
pelos ventos 
da caminhada;
mãos firmes,
olhos com brilho
de felicidade,
pelo voto secreto
do coração aberto
para o neto,
não importa idade.

Bom dia a todos!

Mariana Souza Lima (mariband@live.com)

cidade: Diadema
estado: SP

Bom dia a todos!

Sou aluna no curso de biblioteconomia e gostaria de poder aproveitar este espaço para verificar se vocês gostariam de participar da minha pesquisa para o TCC.

Ela trata sobre a influencia da leitura na qualidade de vida de pessoas na terceira idade e seria muito bacana se vocês pudessem participar.

Eu criei a enquete neste link a seguir:
https://www.survio.com/survey/d/X0A5Y4Q2Q0V4T1K8T

Basta entrar, responder e enviar (não necessita identificação nem login).

Muito obrigada à todos!!

MÃE

MARIA AMELIA LEAL (contato@portalterceiraidade.org.br, amelia.leal@aasp.org.br)

cidade: São Paulo
estado: SP

MÃE


A presença sempre constante
A mãe que a todo o instante
A que ausente está presente
A mãe sentimento não mente!

É do filho que acompanha
É ver os passos primeiros
É ver o engatinhar, manha
É o sorrisinho matreiro!

É verificar mochila escolar
É o lanche, roupa preparar
É o jovem, futuro alcançar
É a vida seu curso levar!

É a constante preocupação
É saber por onde andarão
É a sua eterna proteção!
É voz ouvida do coração!

É procurar os caminhos
É ela evitando espinhos
É dela que vai depender
É que o filho vá vencer!

É aquela que reverencio
É aquela que já partiu
É a mãe muito abençoada
É ela, mãe homenageada!

(Maria Amélia Leal)

Eu E A Lua

ANTONIO CARLOS RAMOS ( a.carlos.ramos2011@bol.com.br)

cidade: Jacarezinho
estado: PR
idade: De 61 a 70 anos
sexo: masculino

 Eu E A Lua


Numa dessas madrugadas fria
Eu chorava de paixão
Por um alguém que foi embora
Ferindo o meu coração
Se m dormir eu ficava a noite inteira
A lua era minha companheira
Era eu e ela e o meu violão

Sei que um dia pelo sol ela se apaixonou
Mas nunca viveu uma noite de amor
Para como eu poder recordar
A felicidade para ela talvez não exista
Pode parecer que esta sempre triste
Mas alguém como eu ela vive a consolar

Na noite ela surge com seu manto de prata
Muitas vezes me acompanhou numa serenata
Só partia quando o sol começava aparecer
Com o sol ela nunca se encontrou
Mas sempre dividiu o céu com muito amor
Ela fez de mim um sonhador
Mostrou-me que mesmo só, vale a pena viver.

tonyramos 29/04/2017